06 janeiro, 2015

Todos aqueles que Sócrates beneficiou estarão agora a ir à cadeia beijar-lhe a mão.




Beija-mão às grades (Paulo Morais)
O ex-primeiro-ministro José Sócrates, preso em Évora, inaugurou uma nova prática: a de conceder audiências na cadeia.
As peregrinações de inúmeras figuras públicas à penitenciária de Évora, sob a capa aparente de visitas de apoio e solidariedade, mais não parecem do que exercícios de vassalagem. Ao longo de anos e enquanto governante Sócrates garantiu ganhos milionários a alguns dos maiores grupos económicos, em particular na Finança e nas Obras Públicas.
Todos aqueles que Sócrates beneficiou estarão agora a ir à cadeia beijar-lhe a mão. Será uma questão de gratidão. Por lá passaram e continuarão a passar os concessionários das parcerias público-privadas (PPP), a quem Sócrates garantiu rendas obscenas em negócios sem risco.
Assim, não será de estranhar que o todo-poderoso Jorge Coelho, presidente durante anos do maior concessionário de PPP rodoviárias, o grupo Mota-Engil – tenha rumado a Évora.
Também lá esteve em romagem José Lello, administrador, durante os governos socialistas, da construtora DST, que muito ganhou também com PPP.
Não deixa de ser curioso que cheguem apoiantes de todos os setores que Sócrates tutelou.
O líder do futebol português, Pinto da Costa, foi mais um dos que manifestou o seu apoio público. Afinal, Sócrates foi o ministro do desporto que trouxe o Euro 2004 para Portugal. Um Euro que valeu muitos milhões de euros aos clubes de futebol e seus dirigentes. Mais um gesto de vassalagem. Para ser visitado e apoiado, a Sócrates bastará enviar a convocatória.
Todos aqueles cujos podres Sócrates conhece, os que usufruíram de benefícios ilegítimos pelas suas decisões – todos aparecem ao primeiro estalar de dedos.
Todos temem Sócrates, pois sabem que se ele resolver falar, desmorona o seu mundo de promiscuidades entre política e negócios. 
Com estas convocatórias e manifestações de apoio, o ex-primeiro-ministro pretende manipular a opinião pública, vitimizando-se; bem como condicionar a Justiça, através da sua manifestação de força e influência.
Mas o que não faz e deveria fazer é aproveitar o acesso direto aos media para explicar quais os bens de fortuna que lhe permitiram, sem rendimentos compatíveis, manter, durante anos e depois de sair do poder, uma vida de ostentação. CM

Eu apenas deixo uma pergunta a Sócrates: Porque não conta o que sabe sobre a corrupção do país? Principalmente os casos que envolvem os tais adversários que o estão a tramar? Faz alguma coisa pelo país faz desmoronar o império da corrupção, denuncia-os. Não tem coragem? Deixo o desafio... 
Ninguém responde mas a resposta forma-se na mente dos que ligam as pontas. O silêncio sobre os outros, será um apoio que trará apoios. Todos se ajudam e safam  mais uma vez. É assim que tem sido e assim continuará a ser, até que um ex politico ou politico, decida denunciar alguém e se quebre a cadeia de favores... Aí sim, teremos políticos corruptos presos e paz em Portugal. Até lá a justiça e as acções da justiça continuarão a ser uma farsa e eles continuarão a proteger-se uns aos outros, do povo, aquele que eles consideram o verdadeiro inimigo. 

Congresso do apagão (Marinho Pinto)
Quem assistiu ao congresso dos socialistas portugueses realizado no fim da semana passada ficou com a ideia de que o novo líder António Costa sucedeu a António Guterres, dado o apagão sobre os nomes e as lideranças de José Sócrates e de António José Seguro. O silêncio sobre a prisão de Sócrates foi ensurdecedor e só pode significar o medo que se apossou dos novos dirigentes do PS pelo que se está a passar com o antigo líder do partido. Tratou-se de um ato primário de fingimento, tanto mais incompreensível quanto é certo que a sua prisão é inquestionavelmente um facto político. Com efeito, a prisão de Sócrates é um acontecimento que pertence tanto à justiça como à política. Tem a ver com todos nós. Não é apenas um problema do cidadão que está preso; é, sobretudo, do partido e do país que ele governou. Não é apenas do passado, é também do presente e, principalmente, do futuro.

Por isso, enquanto esta questão não estiver resolvida, o PS ficará numa espécie de quarentena política.
Mais do que escutar José Sócrates, o país precisa, urgentemente, de ouvir o que tem a dizer o PS. Sejamos claros: ou Sócrates está inocente ou é culpado. Não há outra solução para o problema criado com a sua prisão. Sócrates é daqueles suspeitos sobre os quais não poderá haver meios-termos. Se é inocente, então devemos mobilizar-nos todos para acabar de uma vez com esta justiça e correr com este tipo de magistrados. Mas se é culpado, então o PS deve dar, rapidamente, explicações ao país, sob pena de poder ser ele a desaparecer como aconteceu na Grécia com o PASOK do clã Papandreou ou na Itália com o PS do capo Betino Craxi.
Meter a cabeça na areia ou tentar esconder-se atrás da sua própria sombra pode agradar muito ao séquito clientelar que rodeia a direção socialista, mas é cada vez mais incompreensível para um povo que já não suporta esta forma de fazer política. O grande problema é que este caso suscita paixões exacerbadas. São poucas as pessoas que querem a verdade dos factos. A grande maioria já proferiu, sumariamente, o seu veredicto de condenação ou de absolvição de José Sócrates, e, por isso, apenas quer a ‘sua’ verdade, ou seja, aquela verdade (ou a parte dela) que confirme as suas certezas. Marinho Pinto

Paulo Morais. 
 “Sócrates é um dos principais actores na triste peça da corrupção em Portugal”
Para Paulo Morais o julgamento em praça pública é legitimo. Todos os portugueses sabem que há corrupção na politica. Agora falta é saber se se consegue provar juridicamente. Mas as pessoas têm todo o direito de o julgar social e politicamente.

Onde estava quando José Sócrates foi preso? O que pensou?
Estava em Lisboa. Fiquei surpreendido por um lado, por outro lado não. Não fiquei surpreendido porque José Sócrates, a par de muitos outros políticos portugueses que estão fora da prisão, faz parte de uma geração de políticos que andaram sistematicamente a beneficiar grupos económicos em prejuízo da população. O sistema de governação tem sido corrupto e Sócrates é um dos actores, obviamente marcante porque foi primeiro-ministro muitos anos. Mas não é só ele. Por outro lado, fiquei algo surpreso porque não é costume a justiça ter a actuação que tem tido nos últimos tempos. Há uma mudança de paradigma na justiça portuguesa que se saúda. Há uma novidade que é a actuação da justiça neste caso, como nos casos dos vistos gold.

Mas como é que pode dizer já declaradamente que José Sócrates é corrupto? Não o está a julgar antes da justiça?
Não, não. Há duas discussões.
A corrupção, enquanto fenómeno social e político, é a utilização de um poder delegado em nome do povo para benefício particular. Quem utiliza esse poder para benefício individual, familiar ou de grupos económicos está a incorrer num acto social de corrupção.
Depois uma outra questão é o enquadramento jurídico dos crimes que daí decorrem. O enquadramento legal é diverso. Mas quando falamos de corrupção estamos a discuti-lo politicamente. Os portugueses, dos mais letrados aos mais iletrados, não têm de conhecer o enquadramento jurídico da corrupção em detalhe. Mas sabem que a corrupção tem sido uma marca da política em Portugal. 
Os governos em Portugal dos últimos 20 anos têm sido governos, e maiorias, e parlamentos, essencialmente corruptos, porque organizam a vida política no sentido de utilizar os recursos da população em benefício particular, de famílias, grupos económicos, de partidos políticos. 
A política é corrupta. Sobre quem tem responsabilidade jurídica na matéria, isso sim, é competência dos tribunais. A existência de corrupção na política é uma marca que infelizmente se sente em Portugal de forma exponencialmente crescente desde a entrada de Portugal na Europa. Os casos de corrupção têm sido sistemáticos. E Sócrates é de facto um dos principais actores nessa triste peça que é a corrupção na política na Portugal.

Tem falado várias vezes no caso das parcerias público-privadas...
Para saber que existe corrupção nas PPP não é preciso fazer buscas em casa de Sócrates, Mário Lino ou Paulo Campos. Basta ler o Diário da República.
Um cidadão informado com os mínimos conhecimentos de matemática que leia o Diário da República percebe perfeitamente que a legislação é intrinsecamente corrupta, porque dá benefícios aos privados a uma dimensão inaceitável. Desde logo, as PPP permitem - concentremo-nos nas rodoviárias - rentabilizar 30% ao ano em negócios sem qualquer tipo de risco. Isto é inadmissível! Só dá rentabilidades de 30% ao ano em negócios sem risco quem for completamente corrupto ou atrasado mental.
marinho pinto prisão sócrates As pessoas que formataram este tipo de legislação ou são completamente destituídas ou incorrem em actos de corrupção. Taxas de rentabilidade obscenas, inaceitáveis, sem riscos, (...)
Em 2011, o primeiro ano em que a função pública viu os seus salários diminuir, o governo português pagou às concessionárias privadas das auto-estradas em compensações - não estou a falar do pagamento das PPP, estou a falar de suplementos - 900 milhões de euros, que é tanto como o que foi tirado aos funcionários públicos nesse ano.

Videos que contam algumas das histórias mais trágicas para o país, e onde Sócrates e anexos, participam.
Se realmente quer ter uma opinião sobre a corrupção em Portugal, informe-se, não diga não à informação só porque não beneficia o seu partido, porque a maior parte das vezes o que não beneficia os partidos, beneficia o seu país. Quem é mais importante? Não vote em corruptos, pense... informe-se. Defenda o pobre Portugal e não os partidos e políticos ricos. 
Se defende partidos não veja os vídeos, são demasiado tristes e reais, mas se defende o país, tenha coragem de saber o que estão a fazer com os seus impostos.

 
Sócrates mente a Portugal inteiro, para avançar barragens ruinosas?

Sócrates vende hospitais e património nacional, para esconder défice. Engenheiro financeiro.

Sócrates investigado pela UE, por favorecer EDP e lesar o país.
 
Mexia, o milionário malabarista do loby EDP, sai caro.

Incrível! Grande máfia dos governos rouba património nacional e o país.
 
AS MENTIRAS DE SÓCRATES NA PARQUE ESCOLAR

SIRESP: 485 milhões em PPP de Costa e Sócrates, 6 vezes mais cara do que devia.
 
BARRAGENS - 16 mil milhões para produzir zero energia??

Maçonaria comanda o PS. Henrique Neto explica como.

As mentiras e gafes de Sócrates, apanham-se mais depressa que um coxo.
 
 CORRUPÇÃO: Quer ganhar 10 milhões em minutos? Veja aqui como.

Barra da Costa manda os psicopatas vergar a mola, para pagar o que roubaram.
 
PORTUGAL, país mais corrompido do mundo, em 10 anos.
 
Não há corrupção em Portugal? Ou não há justiça?
 
Banco de Portugal, desmascarado, fracassou nos crimes no BPN?

Ministra das Finanças o BPN e a "Girl" do PS
 
PERIGO nas escolas, corrupção coloca crianças em perigo de vida.
 
Portugal é um farwest, comentado pelos fora da lei (comentadores políticos)?
 
Contratos criminosos, que governos assinaram contra Portugal.
 
Políticos empresários, um negócio que todos pagamos? Ensino privado.
 
Barragens, Paga e cala o loby da EDP

Compilação dos crimes das PPP e da impunidade descarada.
 
Sócrates "mentiroso, incompetente e perigoso para o país."

PS e PSD, unidos pelas Swap, pelo BPN, PPP´s etc

 
Sócrates rebentou com Portugal, a mando do seu mentor.

Sócrates e o caso do Inglês técnico. Sempre em sarilhos?
 
Politicos só dizem a verdade, por acidente. Gafes hilariantes


 
Sócrates tentava intimidar aqueles que o incomodavam e denunciavam.


Soares ameaçador à saída da cadeia de Sócrates .

600 milhões por PPP que não funciona? Sócrates, Costa, Santana e o SIRESP

Rendas das PPP incluem rendas para partidos? (Ventura Leite ex deputado PS)

Coisas giras que relaciona Sócrates aos seus visitantes
Pinto da costa
Jorge Coelho 
António Costa
Mário Soares 
Almeida Santos
Só falta o Palos dos Vistos Gold?


quem visita socrates pinto costa






6 comentários :

  1. E QUÊ DOS OUTROS ?

    https://www.facebook.com/media/set/?set=vb.447710301955615&type=2

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BASTAVA O POVO SABER COMO SE VOTA CONTRA OS PARTIDOS CORRUPTOS E PORTUGAL SERIA LIMPO DA CORRUPÇÃO. VOTEM EM PARTIDOS SEM ASSENTO PARLAMENTAR SÓ ISSO TEM VALOR E PUNE OS PARTIDOS CORRUPTOS. Nos paises menos corruptos do mundo a democracia funciona porque as pessoas sabem votar e usam o voto, 90% votam... aqui só temos eleitores ignorantes por isso quem não funciona são os eleitores
      A abstenção afinal obtém um resultado contrário, ao que pretendem os abstencionistas
      Por isso, o que me chateia na vossa abstenção é a falta de colaboração num trabalho importante. Não é uma questão de direitos ou deveres cívicos em abstracto. O problema é concreto. Temos uma tarefa difícil, da qual depende o nosso futuro, e vocês ficam encostados sem fazer nada.
      Isto tem consequências graves para a democracia. Quando a maioria não quer saber das propostas dos partidos, está-se nas tintas para o desempenho dos candidatos e nem se importa se cumprem os programas ou não, o melhor que os partidos podem fazer para conquistar votos é dar espectáculo. Insultarem-se para aparecerem mais tempo na televisão ou porem o Marinho Pinto como cabeça de lista, por exemplo. Vocês dizem que se abstêm porque a política é uma palhaçada mas a política é uma palhaçada porque vocês não votam.
      A culpa é vossa porque não é preciso muita gente votar em palhaços para os palhaços ganharem. Basta que a maioria não vote. Também é por vossa culpa que os extremistas estão a ganhar terreno, e pela mesma razão. É fácil pôr os fanáticos a votar. Basta abanar o pano da cor certa e, se mais ninguém vota, eles ficam na maioria. Mas se vocês colaborassem e se dessem ao trabalho de avaliar as propostas dos partidos, se os responsabilizassem pelas promessas que fazem e votassem de acordo com o que acham ser a melhor solução, deixava de haver palhaços, interesseiros e imbecis na política.

      ARTIGO COMPLETO: http://apodrecetuga.blogspot.com/2015/10/percebam-que-abstencao-afinal-obtem-um.html#ixzz4b1OdNPET

      Eliminar
  2. O pânico nos "amigos" de JS e' tanto, que estes ate se esquecem de visitar ou comentar a prisão do "financiador" de JS que por sinal esta na mesma cadeia.
    E' o mesmo que um crente e devoto da N.S. de Fátima ir a Fátima, mas apenas vai ver as velas a arderem.....

    ResponderEliminar
  3. Ele por uma vez falar sobre as jogadas que são/foram feitas nas costas destes crédulos eleitores é que seria um bom manual de como se defender de Junckers e Cª.
    Que pelos vistos bem precisamos quando temos um magico da isenção fiscal dos grandes empórios como chefe em Bruxelas. E isto depois do servidor de cafés dos aldrabões das armas de destruição da Sadam(como se não tivesse os melhores espiões do mundo)

    ResponderEliminar
  4. Prémio "Mais valia estar calado" vai para: António Arnault
    pelas suas declarações a propósito da devolução de um livro que enviou a José Sócrates para o Estabelecimento Prisional de Évora:
    "...quem fez uma lei destas só pode ser um idiota... ...isto são leis fascistas...."

    " Artigo 127.º
    Envio e recepção de encomendas

    1 — O recluso pode receber, através do correio, uma encomenda por mês remetida pelas pessoas que estejam registadas como seus visitantes, com o peso máximo de 5 kg cada.
    ......................................................................................................"

    Regulamento Geral dos Estabelecimentos Prisionais aprovado pelo
    Decreto-Lei nº 51/2011, de de 11 de Abril.
    Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 3 de Fevereiro de 2011.
    José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa

    ResponderEliminar